4 Etapas Para Conseguir o Visto Permanente EB 5

visto_eb5

O Programa de Investidores Imigrantes, também conhecido como “EB-5”, foi criado pelo Congresso em 1990. Sobretudo, o programa foi criado para estimular a economia através da criação de empregos e investimento de capital.

Assim, estrangeiros e suas famílias são elegíveis para se tornarem residentes permanentes dos Estados Unidos.

O nome do programa, “EB – 5”, vem da categoria de visto para a qual os investidores imigrantes se candidatam: a Imigração Baseada no Emprego: Quinta Preferência.

Embora o programa tenha evoluído desde a sua criação em 1990, só existem duas maneiras para os investidores estrangeiros obterem um visto EB-5:

1. Investimento direto em uma empresa comercial nova ou existente que crie empregos, ou
2. Investir capital através de um “Centro Regional”. Que é uma empresa aprovada pelo governo e que administra ativamente os fundos dos investidores.

Todos os investidores do EB-5 devem investir em uma nova empresa comercial, que significa qualquer atividade com fins lucrativos formada para a condução contínua de negócios lícitos, incluindo, mas não se limitando a:

  • Uma empresa individual
  • Parceria (limitada ou geral)
  • Segurando
  • Joint venture
  • Corporação
  • Confiança de negócios ou
  • Outra entidade, que pode ser de propriedade pública ou privada.
Há quatro etapas para se tornar residentes permanentes nos EUA por meio do programa de vistos EB-5.
Sendo assim, concluídos esses passos, os investidores do EB-5, seu cônjuge e seus filhos solteiros com menos de 21 anos tornam-se residentes permanentes nos EUA.

1. Encontrar projeto ideal para investir

 

Primeiramente, o candidato a EB-5 deve encontrar um projeto empresarial adequado para investir. Já que os projetos de negócios EB-5 geralmente assumem a forma de novas empresas comerciais ou projetos de centros regionais.

Mas, os agentes geralmente ajudam os investidores do EB-5 a localizar o projeto que melhor atende às suas necessidades. Sobretudo, os candidatos devem garantir que atendem aos requisitos de receita do investidor credenciado.

2. Investimento de Capital e Petição I-526

Em seguida, depois de escolher um projeto, os candidatos devem fazer o montante de investimento de capital no projeto que escolheram.

Investimentos mínimos necessários são:

  • Geral. O investimento mínimo qualificado nos Estados Unidos é de US $ 1 milhão.
  • Área de Emprego Direcionada (Alto Desemprego ou Área Rural). O investimento mínimo qualificado dentro de uma área de alto desemprego ou área rural nos Estados Unidos é de US $ 500.000.

Esses investimentos são transformados em uma conta de garantia. Em seguida, um advogado de imigração fornece uma prova desse investimento, preenchendo uma petição I-526. O USCIS normalmente informa os candidatos se sua petição I-526 foi aceita após 12 a 18 meses.

3. Residência Permanente Condicional de Dois Anos

 

A terceira etapa do processo de candidatura EB-5 é que o candidato se torne um residente condicional de 2 anos dos EUA.

Os investidores do EB-5 são elegíveis para se tornarem residentes dos EUA uma vez que sua petição I-526 tenha sido aprovada pelo USCIS. A residência pode ser obtida de duas maneiras:

  • Se o investidor EB-5 já tiver um status legal nos Estados Unidos. Ele deve preencher o formulário I-485 para ajustar seu status ao residente permanente condicional.
  • Se o investidor ainda não tiver um status legal nos Estados Unidos. Deverá solicitar um visto de imigrante enviando o formulário DS-230 ao National Visa Center e processando-o pelo consulado ou embaixada dos EUA em seu país de origem.

Ambas as etapas normalmente exigem a ajuda de um advogado de imigração. O visto de imigrante é emitido, em média, em 6 a 12 meses.

Durante o período de residência condicional de dois anos, o investidor deve cumprir os requisitos de presença física. Além disso, ele não pode permanecer fora dos Estados Unidos por mais de um ano sem obter uma permissão de reentrada.

4: Residência Permanente Incondicional e Petição I-829

A etapa final no processo do visto EB-5 é que os candidatos se tornem residentes permanentes incondicionais, removendo seu status condicional de 2 anos.

A petição I-829 é submetida ao USCIS 90 dias antes do segundo aniversário da data em que o requerente recebeu pela primeira vez a sua residência condicional. Esta aplicação prova que o investidor cumpriu todos os requisitos do programa de vistos EB-5.

O USCIS geralmente emite um green card permanente de seis a oito meses após o envio do I-829. O investidor, seu cônjuge e seus filhos solteiros com menos de 21 anos podem viver e trabalhar permanentemente nos EUA.

Além disso, terão a opção de se tornar cidadãos dos EUA após 5 anos.

Benefícios do EB-5 para investidores estrangeiros

 

Em resumo, para estrangeiros, o Programa EB-5 pode ser uma excelente maneira de obter status de residente permanente nos EUA.

Ao contrário de outras opções de visto de imigrante, o Visto EB-5 não exige que nenhum empregador dos EUA atue como patrocinador. Além disso o visto não requer qualquer conhecimento especializado, habilidades ou experiência.

Então, ao fazer um investimento qualificado e receber a aprovação do USCIS, um investidor EB-5, seu cônjuge e filhos solteiros menores de 21 anos terão a concessão de residência permanente condicional.

Em seguida, se o investimento comprovar atender aos requisitos do programa, o investidor e sua família terão as condições de seu status de residência. Logo após o primeiro recebimento do status de residente permanente condicional, eles podem se tornar cidadãos naturalizados.

Para mais informações sobre como adquirir um visto EB-5 entre em contato com a America Expert e solicite uma consultoria inicial.

4 dicas para tirar o seu nome do SPC

Retirar o nome do SPC nem sempre é uma tarefa simples. Por mais que existam muitos que afirmem que você consegue sem grandes problemas, isso raramente acontece. Aqui daremos algumas dicas de como fazer isso:

1.      Pague suas dívidas

Uma das maneiras mais eficientes de retirar o nome do SPC é se você já tiver quitado todas as suas contas. Para isso, tente negociar uma melhor maneira de pagá-las. Normalmente as instituições aceitam algum acordo. Sendo assim, você se verá livre do peso do SPC e poderá consumir com tranquilidade.

2.      Prescrição da dívida

Veja se a sua dívida já não foi prescrita. Ou seja, se a instituição já não perdeu o direito de te cobrar. Isso não acontece em todos os casos. Mas pode ser o seu. Não deixe de conferir. Normalmente acontece quando a dívida não foi cobrada durante o período de 5 anos. Entretanto, caso ela tenha sido cobrada, isso não ocorrerá.

3.      Acione a justiça e o Código do Consumidor

Caso a sua dívida já tenha sido paga e o seu nome permanece no SPC, você deve acionar a justiça imediatamente. Isso pode acorrer quando a instituição financeira não reconhece seu pagamento ou até mesmo porque ainda existem juros a serem pagos. Entretanto, caso esses juros sejam abusivos, você também pode acionar a justiça e conseguir que eles sejam reduzidos para valores plausíveis.

4.      Negocie suas dívidas

Caso esteja com contas vencidas, entre em contato com a instituição. Veja de quando são as contas. Primeiro confira se não pagou, por isso é importante guardar comprovantes. Caso não tenha mesmo pago, veja como pode fazer para acertar sua conta. Se puder, essas instituições costumam a dar descontos para pagamento a vista. Mas lembre-se de não fazer uma nova dívida para pagar uma dívida antiga. Isso poderá ser prejudicial a você e se tornar um hábito complicado.

Como emagrecer tendo hipotireoidismo

O hipotireoidismo é o pesadelo de várias mulheres. A doença ataca a tireoide, uma glândula que fica na altura do pescoço, responsável pela produção de diversos hormônios que regulam o metabolismo. O hipotireoidismo acontece quando a tireoide produz menos hormônios do que o necessário e um dos sintomas mais temidos do hipotireoidismo é o ganho de peso.

Graças ao compreensível desespero de diversas leitoras e amigas, muitas querem saber como emagrecer tendo hipotireoidismo e podem cair em esparrelas e contos da carochinha. Apesar de ser um assunto áspero, não me fiz de rogada e pesquisei um pouquinho para trazer algumas respostas.

O que causa o hipotireoidismo?

  • Falta de iodo na alimentação, mas essa causa é cada vez mais rara graças aos suplementos de iodo em diversos alimentos.
  • Uso de medicamentos que impedem a libertação dos hormônios da tireoide.
  • Uma doença autoimune (tipo de doença em que o corpo ataca seus próprios órgãos) chamada tireoidite de Hashimoto.

Como diagnosticar e tratar o hipotireoidismo?

O médico irá pedir exames de sangue para verificar a quantidade dos hormônios da tireoide – TSH, o hormônio estimulante da tireoide e a tiroxina, ou T4. Caso o diagnóstico de hipotireoidismo confirme-se, o médico irá receitar um tratamento com levotiroxina de acordo com o peso e idade de cada paciente. Tanto os exames de sangue quanto os remédios podem ser encontrados na rede pública de saúde. Digamos que saber disso me fez economizar alguns cobres…

Atenção: não confunda hipotireoidismo com hipertireoidismo. É só olhar os sufixos; “hipo” define a deficiência de produção de hormônios e “hiper”, o excesso.

Como emagrecer tendo hipotireoidismo?

  • Siga o tratamento com o remédio prescrito à risca.
  • Verifique os níveis hormonais com frequência. Nas suas visitas ao ginecologista, informe seus problemas com o hipotireoidismo e ele pedirá exames de sangue específicos.
  • Aumente o consumo de fibras e água. Um dos efeitos mais chatos do hipotireoidismo é a chamada constipação, o famoso “intestino preso”, que leva à retenção de líquidos. Capriche nos alimentos integrais!
  • Pratique atividades físicas com regularidade. Pensou que iria escapar do exercício?
  • Durma bem e com qualidade. Os hormônios atingem uma excelência em regularidade durante os períodos de descanso.
  • Elimine as fontes de estresse e alimente-se em intervalos curtos, de preferência de três em três horas.
  • A atribuição do omega 3 é sempre benéfica para a saúde ( https://www.artesdecura.com.br/omega-3-para-que-serve/ )
  • Consuma alimentos ricos em selênio. Este mineral é essencial aos hormônios da tireoide e é encontrado em boa quantidade na castanha do Pará e nos peixes de águas geladas.

Até a próxima!

Simular Empréstimos: 3 Formas de simular empréstimo na internet

Infelizmente, muitas pessoas deixam de simular empréstimos antes de solicitar o dinheiro às instituições financeiras, seja por urgência, seja porque não sabem como fazer uma simulação.

Entretanto, isso faz com que elas percam diversas vantagens e oportunidades novas, perdendo a chance de realizar o melhor negócio.

Sendo assim, confira agora como fazer uma simulação online dos seus empréstimos e consiga o melhor custo-benefício do mercado enquanto evita algumas surpresas desagradáveis.

Simular empréstimos: Pelo site ou app do seu banco

Uma das melhores formas de simular empréstimos é pelo site do seu – ou de outros – bancos. Dessa forma, é possível ver o que as instituições financeiras mais conhecidas estão oferecendo.

Geralmente, você só precisa informar o valor do empréstimo e o prazo para pagar por completo. Assim, a própria plataforma faz todos os cálculos e indica a taxa de juros e quanto custará as parcelas.

Vale lembrar que é importante verificar se há alguma taxa ou custo escondidos, o que poderia alterar seu planejamento.

Simular empréstimos: Pelo site de uma financeira

Simular empréstimos através de financeiras e analisar as ofertas delas também é uma ótima opção para encontrar um bom custo-benefício. O melhor é que essas instituições não exigem que você abra uma conta ou algo do tipo.

Como exemplo, estaremos mostrando o passo a passo da maior financeira do país, a Crefisa:

  1. Acesse o site da Crefisa.
  2. Selecione a opção EMPRÉSTIMO ONLINE.
  3. Informe o seu CPF.
  4. Escolha a linha de crédito, informe seu salário e clique em Simular.

Simular empréstimos: Através de sites comparadores

Por fim, outra ótima opção de simular empréstimos é utilizar sites com plataformas desenvolvidas para comparar os produtos de diversas instituições. Com isso, fica muito mais fácil encontrar a melhor opção para você.

Os sites que disponibilizam esse serviço são:

  • Serasa eCred;
  • GuiaBolso;
  • ComparaOnline;
  • Konkero;
  • BomPraCrédito;
  • IQ 360;
  • MoneyShop.

Com todas essas opções disponíveis, você não precisa mais inventar desculpas para não simular empréstimos. Portanto, inclua esse passo no seu planejamento e conclua seus projetos ou sonhos sem ter dores de cabeça no futuro.

Como aparecer no Google depois de colocar seu site no ar?

Você deve aprender como o Google trabalha para usá-lo corretamente.

O Google trabalha através de um algoritmo que decide qual site é melhor, isso é feito analisando várias coisas, como: o tempo que leva para carregar o site, a idade do site, quantas visitas ele tem, o quanto o site é importante para um tema, etc.

Na verdade, existem muitas variáveis ​​que o algoritmo do Google qualifica e ninguém tem um dado exato de quantas e quais são essas variantes, talvez você tenha uma estimativa, mas não algo específico. Além disso, o algoritmo é atualizado várias vezes por ano.

Embora seja quase impossível ser complacente com o Google, vou dar-lhe uma lista dos primeiros passos que deve dar quando publica o seu site, vou esclarecer que é fácil de fazer, mas leva tempo.

Se você tiver alguma paciência e quiser fazer as coisas corretamente, aqui estão os passos a seguir:

# 1 Faça uma revisão final da sua página da web

Lembre-se de que você não deve criar seu site apenas para agradar o Google. Você também deve pensar em seus clientes ou visitantes de sua página. O que é melhor para eles? O que eles estão procurando no seu site? O que você precisa do seu site?

# 2 Registre sua empresa no Google Maps

Crie uma conta no Google Meu Negócio

Para essa etapa, você deve inserir e criar uma conta no Google Meu Negócio. Essa é uma plataforma que permite que o Google conheça todos os dados da sua empresa, como endereço, telefone, e-mail, horário de abertura e fechamento, etc.

# 3 Indexar seu site no mecanismo de pesquisa

Como seu site está em ordem, sua página do Google Meu Negócio está em execução e tudo o que você precisa para “enviá-la para a guerra” deve indexá-la aos mecanismos de pesquisa. Para isso, existem dois métodos:

  1. Método Fácil (continue lendo)
  2. Método não tão fácil (Através do Google ads)

O método mais fácil é para fazer com a ferramenta Enviar URL,  você só tem que acessar o link, digite a URL do seu site, o seu endereço de e-mail e selecionar quais navegadores deseja assinar -se , então você vai clicar no botão “Adicionar URL” e você você vai receber um email de confirmação para o seu e-mail, você só precisa clicar no link e tudo pronto , é só uma questão de tempo antes que o Google e outros navegadores nos colocar em resultados de pesquisa.

Como saber se o Google já me indexou?

Essa parte é muito simples, se você seguiu as etapas anteriores corretamente, deve acessar o Google e pesquisar em seu website da seguinte maneira:

site: http://www.meunegocio.com

Conclusão

Para fechar esta questão, quero deixar clara a diferença entre dois termos: índice e posição.

Quando falamos em indexar um site no Google, isso significa que já estamos aparecendo no mecanismo de pesquisa, no entanto, não apareceremos imediatamente nos primeiros resultados.

Quando falamos em posicionamento, isso significa que podemos fazer com que um site indexado apareça nas primeiras páginas dos resultados do Google.

Neste artigo eu ensinei a você como indexar seu site corretamente, não perca o próximo post sobre como chegar aos primeiros resultados da pesquisa, tenho certeza que você vai gostar.

Se você tiver dúvidas, comentários, sugestões ou esclarecimentos sobre o que está escrito neste artigo, coloque-o na caixa de comentários abaixo e responderei assim que possível.

Como tirar CPF na Internet

O CPF (Cadastro de Pessoa Física) é um documento essencial para vida de todos. Com o avanço da tecnologia diversos serviços passaram a ser feitos pela internet.

Neste artigo iremos descrever, passo a passo, como tirar CPF na internet de forma rápida e fácil.

Como tirar CPF na Internet

O CPF é um documento extremamente essencial para todos os cidadãos. O CPF é importante para todas as ações de um cidadão como tirar o título de eleitor, ter uma conta bancária, ingressar em uma faculdade e etc.

Consulta CPF na internet

Com os dias corridos, cada vez temos menos tempo para fazer determinadas tarefas. Quando se perde um documento por exemplo, acabamos gastando muito tempo para tirar todos os documentos novamente.

O sistema gerará um código para impressão do novo documento. Mas atenção, quem ainda não tem CPF, precisa ir até uma agência da Caixa, Correios ou Banco do Brasil, pagar uma taxa e aí sim poderá imprimir o documento pela internet.

  • Nunca forneça os seus dados pessoais, documentos para outra pessoa.
  • Tenha cuidado ao fazer seu cadastro, utilize um local seguro

Vamos ao passo a passo para tirar CPF na internet.

Muitas pessoas aproveitam dessa facilidade e tiram o seu CPF na internet. Tirar o CPF na internet foi uma inovação da Receita Federal como uma forma de facilitar e agilizar o processo. Para fazer o CPF basta acessar o site da Receita Federal e seguir o passo a passo.

Tirar CPF pela internet é rápido, prático e seguro. Se você ainda não tem ou precisa tirar a segunda via, acesse o site da Receita Federal e peça já o seu.

Quem nunca teve a dúvida de como tirar esse importante documento. O CPF é importante e é obrigatório quando o indivíduo alcança determinada idade.

Cadastro de Pessoa Física – CPF

O Cadastro de Pessoa Física, bem mais conhecido como tirar CPF é o documento que realiza a identificação do contribuinte junto à Receita Federal.

O CPF é um banco de dados com gerência da Secretaria da Receita Federal do Brasil, sua função e armazenar os dados cadastrais dos contribuintes obrigados à inscrição no CPF.

O CPF é um número único que cada cidadão brasileiro economicamente ativo deve possuir, pois ele é indispensável na hora de fazer uma conta no banco, prestar concurso público, fazer compras no crediário e muitas outras coisas.

segunda via cpf

Como solicitar segunda via CPF

Para fazer seu CPF você deve se ir a uma agência do Banco do Brasil, Correios ou Caixa Econômica Federal.

De preferencia a tirar seu cpf nos correios, pois a filas menores. Lá você vai preencher um pequeno formulário e pagar uma taxa de R$5,70, e ficar com um comprovante de inscrição (ou solicitação de 2a via), que deve ser apresentado alguns dias depois quando você for retirar seu novo cpf.

Você pode estar tira CPF por conta própria a partir dos 16 anos de idade, se tiver menos de 16 anos, seu CPF deve ser feito pelos seus país ou um responsável.

Como solicitar a segunda via do seu  CPF é preciso levar um documento que prove sua identificação, como: carteira de identidade, certidão de nascimento.

Empréstimos para Negativados: É possível fazer um empréstimo estando negativado?

Se você já ouviu falar no SPC ou Serasa com certeza sabe a relevância destes órgãos no mercado financeiro, de crédito e de consumo no mercado brasileiro, a maioria das instituições financeiras, empresas e lojas varejistas utilizam estas bases de dados conjuntas para classificar e apontar dívida e eventuais inadimplências no mercado.

Pessoas que possuem apontamento nestes órgãos costumam ser classificadas como negativadas, que basicamente são pessoas que por algum motivo não conseguiram honrar com um ou mais compromissos no mercado e tem esse apontamento eu seu nome.

Empréstimos para negativados

O grande ponto é que muitas pessoas estão negativadas exatamente por conta de algum imprevisto ou falta de planejamento financeiro e a única alternativa para sair desta situação seria a realização de empréstimos para negativados.

A grande diferença de uma operação de empréstimo comum para empréstimos para negativados é o processo de análise de crédito e solicitação de comprovação de documentos que costumam ser muito mais exigentes e restritivas para pessoas que estão com seus nomes negativados.

A melhor forma de se conseguir empréstimos para negativados é buscar operações de crédito que possuam garantias reais envolvidas, essas garantias costumam permitir que o banco facilite a contratação da operação, já que em caso de inadimplência a garantia fornecida, será utilizada pelo banco como forma de pagamento do empréstimo.

Outra forma de conseguir empréstimos para negativados com maior facilidade, são as operações de empréstimos com vínculos ao salário ou aposentadoria do tomador de crédito, são os chamados créditos consignados e vinculados.

Nestas operações as parcelas do empréstimo são descontadas diretamente na folha de pagamento do tomador de crédito, desta forma não existe possibilidade nenhuma de que o tomador do crédito não efetue o pagamento das parcelas e normalmente são operações de empréstimos para negativados com a maior taxa de aprovação do mercado.

Como instalar armários de banheiro

Poucos elementos afetam a sensação e o funcionamento de um banheiro tanto quanto os armários. Instalar armários não requer habilidades profissionais, mas um olho para a precisão é muito importante.

De um pequeno console como este para gabinetes de base de banheiro grande, a instalação é basicamente a mesma: posição, nível e anexar à parede.

Se você estiver instalando mais de um gabinete básico, precisará verificar se as unidades estão niveladas, niveladas e niveladas entre si para que funcionem corretamente e pareçam corretas. Para garantir isso, o primeiro gabinete deve ser nivelado e prumo, tanto de lado a lado quanto de frente para trás, porque todos os outros gabinetes serão alinhados a ele.

Um armário de canto deve ser instalado primeiro. Plano para colocar em armários após fiação e encanamento bruto, mas antes de novo piso.

Se os armários não chegarem montados, coloque-os de acordo com as instruções do fabricante, com exceção das portas, prateleiras e gavetas. Para gabinetes pré-montados, remova essas peças, rotulando-as para remover a adivinhação da remontagem.

A parede na qual você está afixando os armários deve ser lisa, nivelada e limpa. Coloque uma longa régua contra ela para ter certeza de que está plana. Marque quaisquer saliências ou protuberâncias.

Durante a instalação, bata pequenos pedaços de telhas de madeira, ou calços, embaixo e / ou atrás dos gabinetes, conforme necessário, para fazer pequenos ajustes. Se as irregularidades forem significativas, compense-as usando um trilho de escriba.

Os gabinetes superiores devem ser presos com segurança aos prisioneiros de parede, principalmente se forem carregados com itens mais pesados, como pequenos eletrodomésticos ou grandes recipientes de produtos de limpeza para banheiros.

A maioria dos gabinetes tem um trilho de suporte que atravessa a parte de trás; parafuso através deste ou através de uma parte forte do gabinete. Para cada gabinete, use pelo menos três parafusos que penetram nos pinos de parede por no mínimo 1 1/2 polegada.

Instalação passo-a-passo do gabinete de banho

Instalar um armário autoportante pode ser um projeto DIY relativamente fácil e, com as ferramentas e materiais certos, pode ser realizado em um final de semana. No entanto, é fácil obter uma cotação de um contratante de instalação de gabinete local, se você acha que o trabalho é muito para lidar com você mesmo.

1 Utilizando um localizador de parafusos, localize os pinos de parede aos quais o gabinete irá se conectar.

Marque os locais dos prisioneiros na parede com um lápis, onde você poderá ver as marcas depois que o gabinete estiver no lugar.

Desenhe linhas verticais retas para indicar o centro dos prisioneiros.

Nivele o gabinete, instalando os calços conforme necessário.

2 Nivele o gabinete da frente para trás e de lado a lado (se necessário, use calços para elevá-lo até o ponto alto do piso ou para ajustar sua posição).

Nota: Em algumas vaidades, como a mostrada, niveladores ajustáveis ​​embutidos nas pernas eliminam a necessidade de calços.

Prenda o trilho traseiro do gabinete na parede.

3 Insira os parafusos no trilho traseiro do gabinete (e nos calços) nos prisioneiros da parede.

Apare os calços com um cinzel ou faca afiada para que eles não fiquem visíveis quando a bancada estiver no lugar.

Com o conjunto de pia e torneira instalado, posicione a bancada e fixe-a ao gabinete por baixo.

Se a instalação de um gabinete parecer um pouco mais do que você deseja fazer sozinho, solicite um orçamento de um profissional especializado.

Orquídeas Phalaenopsis em Crescimento

Phalaenopsis tornaram-se muito populares. A principal razão para a sua popularidade são as flores dos últimos três meses ou mais em um pico de arqueamento gracioso com muitas flores.

Flor do Phalaenopsis no inverno atrasado e na mola. Os phalaenopsis são fáceis de cultivar em condições normais de casa, se houver umidade extra. Você pode crescer isso.

Lembre-se básico de horticultura é o mesmo para todas as plantas, até mesmo orquídeas. Se você pode cultivar plantas, você pode cultivar orquídeas. E é por isso que eu vou te ensinar agora como cuidar de orquídeas:

Compare nossas paisagens. Alguns de nós crescem impatiens em paisagens sombrias e alguns crescem lantana em paisagens ensolaradas.

Selecionamos as plantas que crescem nas condições que existem em nossa paisagem. Use esses mesmos princípios para o cultivo de orquídeas.

Se você tem uma área ensolarada, cultive orquídeas que exijam um local ensolarado, como Oncidiums, Dendrobiums e Cattleyas. Se a sua área de cultivo tiver pouca luz, cultive Phalaenopsis e Paphiopedilums.

Os phalaenopsis leves crescem em condições de pouca luz. Sua exigência exata é de 1.000 a 1.500 pés de velas de luz. Você pode medir a luz com um medidor de luz ou julgar pelo crescimento da planta.

Coloque Phalaenopsis em uma janela leste ou sul. A folhagem aparecerá verde-amarelada e não verde-escura se a luz estiver correta.

Folhas verdes escuras ou a nova folha crescendo mais e mais estreita que a folha velha indicam que a luz está muito baixa.

A phalaenopsis crescerá sob luz artificial. Crescer Phalaenopsis 9 a 12 polegadas sob luzes fluorescentes crescer ou 4 a 6 pés sob 400 watts de alta intensidade Descarga luzes ou luzes de sódio de alta pressão. Se o seu Phalaenopsis não tiver um pico de flor crescendo em fevereiro, mova-o para onde ele receberá mais luz. Até mesmo uma pequena luz incandescente pode fazer a diferença.

Temperatura

Phalaenopsis cresce bem com temperaturas domésticas normais. A faixa de temperatura para Phalaenopsis é de 60 F a 85 F.

A temperatura normal de 72 F a 78 é boa para Phalaenopsis. Permitir que a temperatura caia abaixo de 60 F colocará em risco a planta. Verifique a temperatura no peitoril da janela durante o inverno.

No outono, permita que a temperatura da noite caia para 60 F por três semanas. Esta queda de temperatura irá induzir o pico da flor. O pico da flor deve começar a crescer cerca de três semanas após o tratamento a frio.

O espigão da flor crescerá na direção da fonte da maior luz. A colocação de flores no pico é importante. Todas as flores vão enfrentar a fonte da maior luz. Uma vez que o pico da flor começa a crescer, a planta deve sempre enfrentar a mesma direção.

Quando você mover a planta para regá-la, coloque a planta voltada para a direção original. Se crescer em um peitoril da janela e o espigão da flor crescer na janela, não vire a planta ao redor. Se você fizer isso, o pico continuará crescendo para a janela e você terminará com um pico torto.

Umidade

Phalaenopsis como a maioria das orquídeas epífitas crescem melhor com a umidade de 50% ou mais.

A maioria das casas tem uma umidade de 30 a 40%. Para criar alta umidade ao redor da orquídea, forneça um caminho para a água evaporar constantemente em torno das plantas.

Coloque o cascalho em uma panela ou pires. Coloque a planta no cascalho. Mantenha a água na panela ou no pires até o topo do cascalho.

Não permita que a água toque no fundo da panela. Isso criará um microambiente de alta umidade ao redor da planta.

Panelas para encaixar peitoris ou mesas podem ser encomendadas por encomenda de empresas de chapas metálicas. Misting não substitui a umidade. Umidade está no ar. Misting não é o mesmo.

Nebulização provoca doenças da mancha da folha, se não houver boa circulação de ar. Não misture.

Molhar com agua quando a orquídea precisa de água. O momento em que a água é influenciada pela umidade, substratos, tipo de vaso, tamanho da panela, época do ano e a orquídea. Mais de rega é o maior assassino de orquídeas. Então, quando em dúvida, não regue.

Orquídeas exigem uma imersão completa. Não apenas dê-lhes goles. Phalaenopsis são plantas epífitas. As raízes das orquídeas epífitas são cobertas por um tecido esponjoso chamado velame.

Na natureza, esse tecido absorve água e nutrientes do ar. No cultivo, as raízes das orquídeas têm essa mesma capacidade. Orquídeas requerem mais ar do que plantas terrestres em torno de suas raízes.

Olhe para o velame nas raízes. A ponta deve ser verde ou vermelha brilhante. O velame deve ser grosso e brilhante cinza ou prata. Enquanto rega, observe o velame ficar esverdeado.

Esta mudança de cor é uma boa indicação de que você está regando completamente. Quando o velame voltar para cinza ou prata, espere alguns dias e regue. Se a orquídea é envasada em uma mídia baseada em turfa, coloque um lápis na mídia enquanto coloca um palito de dente em um bolo.

Se o lápis sair da mídia com turfa ou com a madeira molhada, não molhe. A rega torna o velame castanho e mole e as raízes perdem a capacidade de absorver água.

Potting Media

Não importa qual mídia você usa para cultivar orquídeas, mas como você gerencia as orquídeas na mídia. Lembre-se, as raízes precisam de ar. Mais de rega é o pior problema.

A água desloca o ar na mídia. Use uma mídia com partículas grandes para que haja bastante espaço para o ar. Cada produtor de orquídeas tem sua mídia favorita e está constantemente tentando novos.

Encontre um que funcione para você e fique com ele. A mídia baseada em turfa está se tornando popular devido à disponibilidade. Todas essas mídias possuem fórmulas diferentes.

Muitos deles têm um agente umectante que mantém o solo úmido por um longo período de tempo.

RepotPhalaenopsis no final da primavera ou no verão depois de completar a floração. Lave toda a mídia antiga das raízes. Usando tesouras de poda esterilizadas, corte qualquer dano ou raiz doente (marrom e / ou mole).

Raízes saudáveis são brancas e túrgidas. Pote a planta de volta no mesmo pote ou um pote maior, dependendo do tamanho das raízes. Pote para encaixar as raízes.

Adubar

Adubar a cada duas semanas com um fertilizante de meia força. Use um fertilizante de proporção 3: 1: 1 se a orquídea for envasada em meio de casca.

Fertilize com uma razão de balança 1: 1: 1 se for envasado em meio baseado em turfa. As orquídeas, como outras plantas, retardam seu crescimento no inverno.

Reduza a quantidade de fertilizante durante o inverno. Adubar Phalaenopsis com um fertilizante ratio 1: 3: 1 (alto fósforo) em novembro, quando as plantas estão definindo seus botões de flores.

Seguro automotivo: 3 Tipos de seguro automotivo para contratar em 2019

No momento que adquirimos um veículo, uma das primeiras coisas que se pensa é no seguro automotivo, afinal, ninguém que ficar sem proteção e ocorrer algum imprevisto e ter que arcar com altos valores para resolver. Então, a contratação de um seguro é a forma mais indicada para você evitar dores de cabeça inesperadas.

Atualmente, existem muitas opções no mercado de seguro automotivo. Então, é normal que você fique com dúvidas no momento de escolher qual contratar. Mas fique tranquilo, iremos te mostrar aqui as principais opções e explicar cada uma delas, para que você não tenha dúvidas no momento da escolha.

Tipos de seguro automotivo para contratar em 2019

1.    Seguro automotivo compreensivo

Esse tipo de seguro é aquele clássico, que todos já conhecem. Eles oferecem proteção para incêndio, roubo, furto, colisões e várias outras. Possuem indenização total ou parcial. Além de todas essas coberturas, normalmente, eles oferecem proteção contra terceiros, danos morais, coberturas de vidros e diversas assistências.

Por oferecer vários tipos de proteções, seguro automotivo desse tipo geralmente tem o preço um pouco elevado. Além disso, se o seu veículo for antigo ou seu perfil considerado de risco pela seguradora, os valores são aumentados expressivamente.

2.    Seguro automotivo contra roubo e furto

Esse seguro é conhecido como “seguro básico”. Ele possui cobertura somente para roubo e furto. Colisões acidentes com terceiros e as outras coberturas estão excluídas dessa modalidade. Geralmente, esse pacote vem junto com um rastreador, assim, caso seu veículo seja roubado ou furtado, seja mais fácil de localizá-lo.

Essa modalidade de seguro costuma ser bem mais em conta e é pago como se fosse uma assinatura mensal, um valor fixo por mês.

3.    Seguro automotivo de terceiros

Essa opção é para aquelas pessoas que querem se resguardar caso sofram colisão com terceiros. Dessa forma, com essa cobertura, se você colidir com algum outro veículo, você terá a cobertura do veículo dessa outra pessoa. Assim, arca somente com o conserto do seu automóvel.