Tabagismo e o envelhecimento precoce da pele

pele

O tabagismo pode afetar todos os órgãos do corpo, além disso, o cigarro pode trazer outros prejuízos como o envelhecimento precoce da pele. O cigarro assim como derivados do tabaco, possui 60 substâncias cancerígenas e 4700 substâncias toxicas, além disso, 30% dos casos de câncer tem ligação com o hábito de fumar como câncer de pulmão que possui incidência em 90%.

Diante disso, o hábito de fumar também traz consequências dermatológicas, por exemplo, pode causar pele seca, queda de cabelo e o aparecimento de rugas.

Isto acontece, pois conforme pesquisas a nicotina produz uma enzima que tem capacidade de destruir as fibras que forma o colágeno, substância proteica das fibras da pele.

De acordo com grupo de pesquisadores da Saúde Coletiva houve uma queda de 40% na produção do colágeno quando adicionada a fumaça de cigarro a fibroblastos (células que produzem o colágeno). Quando a pele perde a elasticidade ocorre o processo de envelhecimento precoce.

Entre os estudos é possível que as mulheres apresentem um risco de envelhecimento precoce maior do que os homens porque a nicotina interfere no fluxo de estrógeno.

Pele ressecada

pele

A nicotina como consequência prova contração dos vasos sanguíneos, diminuindo a circulação sanguínea na pele causando lesões das fibras elásticas e diminuição da síntese de colágeno.

Rugas e marcas de expressão

Já neste sentido, ao consumir a nicotina ocorre à diminuição do estrogênio, fazendo com que a pele fique seca e piore o seu aspecto. Além disso, o fumo aumenta a viscosidade sanguínea, a agregação das plaquetas e ainda a enzima chamada elastase, fazendo com que haja uma formação defeituosa da elastina deixando a pele espessa e fragmentada.

Diante disso a pele acaba ficando com característica cinzenta e com rugas proeminentes, e ainda aumenta as linhas ao redor dos olhos e lábios.

Cigarro e tabagismo

Diante disso, o fumo tem associação direta com o envelhecimento precoce, assim, como perda de turgor (intumescimento), do brilho e da elasticidade da pele.

Ao fumar pode ocorrer aparecimento precoce das rugas, e deixar a pele parda e amarelada, assim como rugas ao redor da boca. Isto acontece devido aos elementos estruturais da pele, devido à contração de músculos ao redor dos lábios, fazendo com que ocorra surgimento de sulcos e à diminuição dos lábios.

No geral como todos os músculos são interligados, ocorre o aparecimento de rugas por toda a face e bolsas malares.

Através do hábito de fumar é natural destruir as fibras que sustentam o rosto, além disso, alguns fatores genéticos podem causar danos maiores.

Contra o cigarro

Atualmente o SUS possui tratamento gratuito para quem quer ficar livre do cigarro. Para informações vá a Secretaria Estadual ou Municipal de Saúde da sua região para informar o local com o tratamento disponível mais próximo da sua casa.

Para acesso ao tratamento, basta procurar uma Unidade Básica de Saúde que presta o atendimento, levar a identidade e se inscrever no programa de combate ao tabagismo do SUS.

Para mais sobre o tratamento gratuito para combater o vício do cigarro, acesse www.inca.gov.br/tabagismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *